Mensagem do Presidente

Mensagem assertiva fraternal de alerta da sociedade civil e dos associados da ADEB

Delfim Augusto D'oliveira

Delfim Augusto d`Oliveira (DAO)

A fim de prevenirem recaídas das perturbações do humor Unipolar, Bipolar e da Ansiedade, de modo a ser mantida uma prolongada estabilidade maior (a)efetiva.

adeb logo

“As duas faces, em meia-lua, simbolizam a alegria e a tristeza, retratam a inconstância nua e crua de pessoas que sofrem de perturbações de humor, no quadro de um emblema a duas cores, pintado pela Mãe Natureza.”
(DAO)

É com grande orgulho e satisfação que a Associação de Apoio aos Doentes Depressivos e Bipolares, ADEB, fundada em 5 de junho de 1991, IPSS, de utilidade pública com fins de saúde e sociais, continua a desempenhar uma nobre e imprescindível missão na prevenção, promoção, educação e reabilitação das pessoas com diagnóstico das perturbações de humor depressiva, bipolares e ansiosas.

Neste contexto, e a fim de dinamizar os objetivos, valências e serviços da ADEB, foram eleitos e tomaram posse os novos Corpos Sociais, para o quadriénio de 2022/2026, comprometendo-se a inovar, desenvolver e consolidar as valências e serviços da associação, com a cooperação, empenho e dedicação de todos os trabalhadores da ADEB.

Nesta sequência, o trabalho meritório e assertivo desenvolvido no campo da Reabilitação Psicossocial, tem proporcionado às pessoas com perturbação de humor e aos seus familiares obterem mais ganhos de saúde, com repercussões positivas na qualidade de vida, autoestima e autonomia.

A ADEB desde a sua fundação em 1991 conta com a filiação de cerca de 5.000 (cinco mil) filiados, encontrando-se, em média, cerca de 500 (quinhentos) associados, adolescentes e adultos, com o diagnóstico da doença Unipolar e Bipolar, em reabilitação psicossocial, aos quais são proporcionadas condições para usufruírem do acompanhamento e apoio de uma Equipa Com Visão e Dedicação Comunitária especializada, nas áreas de Psicologia Clínica, Terapia Cognitiva Comportamental, Neuropsicologia, Serviço Social e Terapia Sócio Ocupacional, a qual desenvolve em todas as unidades nacionais da ADEB, com assertividade e proficuidade os objetivos estatutários e um conjunto de valências e prestação de serviços clínicos e socais, cuja missão se destaca:

  • S.O.S sentir ADEB;
  • Acompanhamento e apoio, individual, especializado a adolescentes e adultos com o diagnóstico da doença Depressiva e Bipolar e seus familiares, no campo da Reabilitação Psicossocial;
  • Promover, educar e formar de forma especializada, na área da saúde mental, mais conhecimentos e cuidados a ter sobre a doença;
  • Apoiar e orientar os associados, jovens e adultos, em situação de desemprego ou emprego precário, com vista à sua (re) inserção no mercado de trabalho;
  • Programar e realizar os seguintes Grupos Psicoterapêuticos:
    • Psicoeducativos (GPE);
    • Terapêuticos de Stress e Ansiedade (GTSA);
    • Prevenção e Ideação e Comportamento Suicida (GPICS);
    • Implementar e desenvolver Grupos de Ajuda-Mútua (GAM);
  • Desenvolver o Fórum Sócio Ocupacional (FSO);
  • Desenvolver as Atividades sócio culturais e desportivas, para estimulação das funções cognitivas e executivas;
  • Investigar a fim de Inovar e (re)editar documentação psicopedagógica na área da saúde mental, bem como a revista Bipolar, Site: www.adeb.pt e Facebook da ADEB.

Assim, as pessoas que procuram a Associação e participam nas valências têm a oportunidade de, mais e melhor, perceberem que as perturbações de humor unipolar e bipolar, são doenças passíveis de tratamento médico e psicológico e não um defeito de caráter ou uma malformação da personalidade e ainda, poderemos minimizar os graves prejuízos humanos e económicos associados a estas doenças e às implicações que comportam na esfera familiar, profissional e social, a fim de serem erradicadas das nossas sociedades, e tendo em vista serem encaradas como doenças mentais pela mesma lógica científica que as doenças físicas.

Cumpre salientar que a ADEB tem um papel relevante e preponderante na luta contra a discriminação, estigma e exclusão social, tendo como objetivo proporcionar às pessoas, após o processo de reabilitação e habilitação psicossocial, sentirem-se plenamente integrados na sociedade com autoestima, estabilidade emocional e autoconfiança.

Acresce, ainda, evidenciar complementarmente ao diagnóstico e terapêutica medicamentosa, os assinaláveis ganhos de saúde e (re)habilitação para a vida, que a maior associação de saúde mental, proporciona em qualidade às pessoas com a doença unipolar e bipolar em Portugal.

Apraz destacar a publicação da Nova Lei da Saúde Mental, recentemente publicada pela Lei, nº 35/2023, de 21 de junho, a qual faz parte, como suplemento, desta revista Bipolar, nº 68.

A plena e verdadeira saúde em geral e saúde mental em especial, só será alcançada e efetivada quando for erradicado o estigma, discriminação e exclusão social das sociedades e, com a preservação do Serviço Nacional de Saúde, (SNS).

Delfim Augusto d`Oliveira
Sócio nº 8
Presidente da Direção da ADEB
Diretor da Revista Bipolar

 
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização Está a usar um navegador desatualizado. Por favor, atualize o seu navegador para melhorar a sua experiência de navegação.